Setor Comercial Sul, Quadra 06, Bloco A, Lote 206, Ed. Newton Rossi, 3º. andar, Parte G, Brasília – DF, CEP 70.306-911

Fecomércio-DF apresenta demandas do setor produtivo ao governador do DF.

sindesei padrão(1)

O presidente da Fecomércio-DF, José Aparecido Freire, e a diretoria da Federação se reuniram, nesta terça-feira (22), com o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e o secretário de Governo, José Humberto Pires. No encontro, o chefe do Executivo falou das ações de governo para estimular a retomada da economia. Ibaneis também ouviu as demandas do setor produtivo. Freire e os diretores da Casa abordaram temas importantes para destravar o setor e trabalhar pelo crescimento da economia da capital.

A Fecomércio pediu esforço do governo na aprovação do Projeto de Lei Complementar (PLC) da revisão da Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos), atuação junto ao Legislativo para concluir a revisão do Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (Ppcub) e a aprovação de medidas de ajuda ao setor de eventos, dos postos de gasolina e de fármacos.

O presidente José Aparecido destacou que setor produtivo precisa do Executivo e do Legislativo para ter sucesso nas ações. “O senhor [governador] tem sido um parceiro e procurado nos atender no que é possível, sempre com muito diálogo e encaminhado as soluções possíveis”, disse.

Freire também elogiou o empenho do governo em ajudar na retomada do crescimento dos setores da construção civil e atacadista. “Agradecemos todos os atos que o senhor tem tomado com coragem para ajudar o setor produtivo nessa retomada do crescimento”, afirmou o presidente da Fecomérico.

O governador Ibaneis Rocha demonstrou entusiasmo com as projeções de economistas para um crescimento de 7% para o Distrito Federal no último trimestre do ano. “Nós temos unido esforços com a Fecomércio e o setor produtivo, de modo a fazer a máquina girar. Hoje, o DF tem uma situação diferente de outros estados, o BRB emprestou em torno de R$ 9 bilhões aos empresários. Postergamos e isentamos tributos e existe uma expectativa muito boa para o segundo semestre, principalmente para o último trimestre de um crescimento de 6% a 7%”, afirmou o governador.

Ibaneis também falou das obras em andamento no DF; da liberação de meio bilhão de reais em recursos para a construção do Corredor Eixo Oeste; da redução e postergação de tributos; e ainda destacou a expectativa do governo com a ampliação da cobertura vacinal da covid-19. “Esperamos em breve, com o aumento da vacinação, ampliar o horário de funcionamento dos bares e restaurantes, mas temos que ir com calma porque há um receio de uma terceira onda”, apontou.

Com informações da Agência Brasília

Foto: Canva           Fonte: Fecomércio / CNC

Posts Relacionados

Deixe seu comentário